Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

origem

Se tivesse poucos mas bons amigos, seria uma sortuda.


 




Não tenho. Tenho muitos amigos e são os melhores do mundo. Sou uma pessoa rica neste sentido, milionária! Saiu-me a lotaria, o totoloto, o euromilhões, o Joker, o loto 2, o totobola e a raspadinha e o jackpot em todos eles!




Não falo apenas dos conhecidos com quem se partilham até empatias e conversas mais profundas, que usualmente considero amigos, desde que exista a ligação emocional que vincula, aquela sensação de partilha de qualquer coisa mais do que a necessidade ou o hábito. Esses são ainda mais, felizmente. Mas hoje falo dos outros, dos Amigos com A grande, aqueles de que não abdicaria nunca, que são mais que família, que me conhecem bem e ainda assim gostam de mim. Tenho o privilégio único de ter presentes na minha vida, estou segura, algumas das melhores pessoas do mundo. Presentes sempre, em cada momento bom ou menos bom, independentemente da assiduidade dos encontros ou das conversas. Desde os que vivem a milhares de quilómetros, por quem adio todas as urgências para trocar um abraço e muitos sorrisos, aos que estão a par de todos os dias, profundamente, e vibram comigo a cada mudança de direcção do vento.


Fico de rastos com os problemas deles, sinto-lhes as dores e tomo-as para mim, na tentativa de as aligeirar no outro lado, chego a pressentir alguns momentos. Tenho estórias engraçadíssimas de coincidências que não podem ser só coincidência, tem de haver um qualquer mistério kármico onde as almas brincam de mão dada a fazer tropelias juntas. It has to!


Preenche-me o coração dar um beijo a um amigo, um abraço apertado. Gosto do toque, de mãos entrelaçadas, confidentes, dum apertão de bochechas, de fazer festas na cara, de afagar-lhes os cabelos. Gosto de ter ataques de riso com estas pessoas que são parte de mim, que são um telhado quando neva lá fora e uma manta se estou a chover por dentro.


A amizade é uma forma de amor que não se substitui por nenhuma outra.