Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

origem





Devias ser tudo o que não és.


Desejei-te de mil outras maneiras.


Rejeitei-te sem antes te ter considerado possível.


Agora decidi-te.


Não preciso de mais do que sou.


Serei o teu tudo.


Deves ser tu que me andas a consumir todas as lágrimas que se recusam sair.


Não sei se tudo acontece por um motivo.


Podes bem ser o meu motivo para aqui ter chegado.


Sozinha, mas de pé.


Agora, seremos amados.


Eu por ti e tu por mim.


2 comentários

Comentar post