Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

origem

É difícil, assim. Nunca tive jeito para trapezista. Mas se o caminho era uma corda suspensa entre o teu mundo e o meu, como não ir? Sem rede, naturalmente, que as redes são planos B esburacados. Tem de ser sempre o tudo ou o nada. Se a meio caminho a corda passa a arame farpado, é criar calo e seguir. Sempre firme. Até que outro caminho me desvie. Sabes que sou irremediavelmente apaixonada por desvios da rota, por estar perdida em becos misteriosos. E por quem caminhe destemido a meu lado.


 




Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.