Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

origem

Falas em atrasos e também eu penso “e se?...”, também eu imagino o teu rosto encostado ao meu, a provar o teu perfume, o calor da tua pele. Cheios de névoas, os nossos caminhos cruzados por aí. O mistério tem sempre uma atracção quase fatal, uma tentação que chama as pontas dos dedos a aventurarem-se por baixo da camisa, descobrindo a textura dos poemas que não dizes alto.


 


 



 


 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.