Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

origem

Se há lição que tenho aprendido, das piores mas também das melhores maneiras, é esta, sumarizada numa única palavra: RELATIVIZAR.


Tudo na vida é relativo. O pessimismo crónico da maior parte das pessoas deve-se a uma vitimização-barra-necessidade-de-atenção. Porque razão há-de alguém desejar (ou mesmo necessitar) duma atenção vestida de dó? Ter pena?... Penas têm as aves, magnífico acaso da evolução. E falando em selecção natural, nem a propósito, não lembra a ninguém vingar na vida por ser mais coitadinho… Que cómoda desculpa para não ser nem querer ser mais. Não tens emprego, mas tens 2 braços! Não tens braços, mas tens uma família que te ama! Não tens família, mas tens emprego e um tecto! Não tens o que dar aos teus filhos para comer, mas podes ver o sorriso deles e abraçá-los.


Posso estar a ser cínica e fria (a meteorologia e a vida a isso convidam), mas escuta o que eu digo: relativizar! Quando pensas que estás na maior merda de todos os tempos, olha, mas olha bem em teu redor, com olhos de Ver. Podia sempre, sempre, ser pior. Pensas que tens problemas? Quantas almas não desfilam aí mesmo, sob o teu auto-comiserado nariz, com problemas bem mais graves? Agarra-te ao que tens de bom e multiplica-o por melhor, com gana, com força, com garra. Ninguém disse que ia ser um mar de rosas…



- em que olhas para o espelho e não reconheces quem vês?


- em que recordas quando pensavas ter tudo e percebes que tudo na vida é efémero?


- em que chegas à conclusão que aquele dia em que te faltou o chão era inevitável e foi um dos mais libertadores de sempre?


- em que recordar aquele primeiro beijo no comboio te leva às lágrimas?


- em que davas quase tudo para voltar 3 meses para trás no tempo?


- em que sentes que a tua saúde mental já teve melhores, mas também piores, dias?


- que devia ter sido o mais feliz da tua vida e sentiste apenas solidão?


- em que tiveste incontroláveis ataques de riso?


- em que percebes que a tua dor é idêntica à dor que criticas?


- em que sabes que a vida não é aqui mas daqui não arredas pé?


- em que as boas notícias foram más e as más notícias foram boas?


- em que olhaste nos olhos dum amigo e a dor da saudade se antecipou?


- em que te apeteceu acender o rastilho antes de sacudir a pólvora das mãos?


- em que o frio que sentes vem de dentro para fora?


 




Eu chamo-lhe ‘qualquer dia desta semana’. Ou TPM deslocada.