Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

origem

No outro dia estava particularmente triste e desencantada com a vida em geral e desactivei a página, o perfil, coloquei o blogue privado. Quase ninguém notou, quem notou achou que o tinha bloqueado (haja paciência). Encontro-me numa fase complicada em termos pessoais e a questionar uma série de opções, nomeadamente em relação ao que escrevo. Às vezes tenho vontade de fechar portas e fazer um interregno ou mandar tudo às urtigas. Outras vezes tenho vontade de acabar com o anonimato e passar a assinar tudo com o meu nome real (não, não é Sofia), mas sei (porque já o fiz antes) que uma liberdade não compensa a castração do outro lado e se o vier a fazer deve ser insanidade temporária, que sei bem que ter um nome real faz com que acresçam as expectativas e as responsabilidades, e aqui prefiro ser moderadamente inconsequente. Aqui posso carpir dores e usar o coração estilhaçado para procurar sentido nas palavras sem ter que fazer um esforço extra para contornar questões incómodas e privadas, posso dizer tudo sem ser castigada pelo excesso de sinceridade.

Não está fácil de gerir e é possível que isto fique meio morto por uns tempos. Achei que não devia só desaparecer, fazer ghosting mesmo num blogue é feio e há por aí pessoas de quem gosto muito, mesmo sem as conhecer a 3D (não interessa mesmo nadinha) e me merecem uma explicação. Aqui está ela. Não morri, não fui raptada por aliens, ando só triste e com oscilações de humor que pode ser melhor manter à parte deste universo. Até já!

tumblr_pbtkw146cB1qz6f9yo3_500.jpg

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.