Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

origem

Sei exactamente quem sou, do que sou capaz. Sei quando me vão tremer os joelhos e a voz, sei seguir em frente como se fosse a mulher mais segura do mundo. Imponho-me desafios por querer acreditar que vou superá-los e no fundo achar que as probabilidades são 50-50. Não há outra maneira de saber senão tentar.


É pelo sonho que vamos, é por ele que arriscamos e rejubilamos. Não tenho medo de falhar. Tenho medo de viver encolhida no medo de não tentar. Mesmo que as hipóteses sejam remotas, mesmo que haja sempre alguma coisa a perder, eu tento, tentarei sempre. Não conseguia viver comigo se não tentasse. O improvável acontece, todos os dias, e disso tenho provas irrefutáveis. :)


 


1 comentário

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.