Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

origem

Deixa-me ir
Embora do teu centro
Onde eu souber existir

 

Deixa-me ir
Onde eu não sei andar a sós
Poder viver
Da minha voz
Se incendeia é bem melhor
Que ter ideia do que é amar
Relatado a negro

 

No meu passeio eu vi
Gente a andar a pé
Os que vão primeiro ser
No que ainda não é
Não sei pintar
Amor sem ser da
Cor que enche tudo

 

Deixa-me ir
Embora do teu centro
Onde eu puder existir
Ser mais do que eu sinto

 

Deixa-me ir
Se eu não sei andar a sós
Vou querer dizer
Com a minha voz
Se incendeia é hem melhor
Que ter a ideia do que é amar
Relatado a negro
No meu passeio eu vi
Gente a andar a pé
Os que vão primeiro ser
No que ainda não é
Não sei pintar amor
Só sei que cor
Que enche tudo

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.