Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

origem

E depois há os outros anormais, os que sabem tudo, os que são melhores que toda a gente, aqueles a quem dói sempre mais do que aos outros. Tenho a 'sorte' (que vai mudar, ah se vai!) de privar com criaturas destas naquela actividade que se chama emprego (só porque no fim do mês fazem um depósito a título simbólico na minha conta bancária) mas que eu podia chamar "senzala" (se me alimentassem) ou "antro" (se não confundisse com o antro anterior onde trabalhava na medida do que me apetecia, não tinha chefes e ganhava o dobro).


"Então, estás melhor (da anemia)? - Não sei, hoje não medi a hemoglobina. - Ah, então 'tás melhor, esse é que é o espírito, não preocupar!" - Claro que estou numa boa a curtir, nem me passou pela ideia ir ali ao armário da casa-de-banho buscar a máquina dos hemogramas, que guardo entre a balança e o desfibrilhador.


"Vais ficar de baixa tanto tempo? Vais mas é de férias!" - São as chamadas férias de pobre. Circuito quarto-wc-cozinha com passagem ocasional pela sala, em veículo de luxo a que costumo chamar chinelo. Se o tempo ajudar, cometo uma loucura e vou à varanda apanhar ar!


"Ah, já sei o que te vão fazer, tenho um amigo que também foi operado, tinha uma hérnia. Tu tens o quê mesmo, é uma hérnia onde?" - Não, ignóbil, hérnia é aquilo que tu tens no hipotálamo!


"Estás quase a ir-te embora, quem me dera..." - Tens mesmo a certeza que preferias ser aberta ao meio, martelada, aparafusada, soldada e confinada a uma cama de hospital uma eternidade e meia, ó atraso de vida?


"Ah, foste ao anestesista? Eu também levei uma anestesia para me tirarem as pedras dos rins, fiquei tão mal, perdi a noção do tempo, a minha mãe só chorava..." - Coitadinho do bebé, levou uma anestesia local para fazerem ultra-sons e ficou atarantado? Claro que sim, cheio de mazelas, 'tadinho, isso foi coisa para te traumatizar quase tanto como aquela dor de cabeça que te impediu de vir trabalhar naquela segunda-feira, já percebi.


"Olha, assim que acordares, agarra-te ao carrinho do soro e dá uma volta pela enfermaria que é para te começares a habituar! Foi o que o meu pai fez quando foi operado." - Naturalmente que sim, eu vou acordar cheia de força e vontade de fazer caminhadas no hospital, ou até corridas ao pé-coxinho com o pessoal da traumatologia! Os médicos que me dizem que tenho de passar x dias sem me levantar da cama não percebem nada disto. Afinal, se foi o teu pai que fez quando lhe fizeram uma laparoscopia à vesícula, é garantido. Tem tudo a ver.


 


Que Alá me dê paciência, porque se me der força, eu bato-lhes!


 




Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.