Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

origem

06_relativita.jpg

Raramente me recordo dos sonhos que tenho, mas recordo-me de breves instantes dum, ocorrido há mais de quinze anos. Estava presa nesta gravura de Escher. Subia e descia escadas, apressada, e não chegava a lado algum. Estava aflita, desencontrada de alguém, sem cima nem baixo nem certo nem errado, mas sempre distante de onde queria estar. [Pensando bem, se calhar ainda vivo presa nesta gravura sem me dar conta...]

A exposição está patente no Museu de Arte Popular até 27 de Maio. A ir.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.