Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

origem

ESPERAR UMA VIDA INTEIRA - CARLOS MGL TEIXEIRA





Tenho noites em que a acidez oblíqua da chuva, não fende apenas as árvores ou os insuspeitos nevoeiros da rua. Rasga a natureza comum dos dias que se vão somando, e expõe a dúvida. Olho da janela ao alto, deixando o corpo descair no canto do quarto. E vejo todos os milénios de um mesmo dilúvio extrair de uma matriz que ignoro, essas dúvidas vermelhas. Há noites assim, de dúvida escarlate. E observo a luz dourada de um qualquer candeeiro na rua, lembrar-me subitamente de como eram dourados os cabelos dela, quando a luz se lança do vidro fosco para a tela breve da noite. Dourados os cabelos, escarlate o sangue que verte da dúvida, cinzas as nuances cristalinas do nevoeiro. Há noites assim, em que se espera uma vida inteira.


 


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.