Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

origem

Não só não acho que conheço generalizadamente os homens como sou a primeira a dizer com toda a convicção que os homens não são todos iguais. Mas parece-me que anda meio mundo (independentemente de ter ou não pilinha) em absoluto desespero à procura de cara-metade e neste momento da minha vida, estou em contenção de energias desperdiçadas em causas impossíveis, digamos que preciso de simplificar. É que a sacana da imaginação mete as pessoas a sonhar alto, com idealizações que raramente correspondem com a realidade. Vai daí, quando a realidade se revela, o interesse dissipa-se como um bafo, instala-se uma amolgadela no ego e ficamos a braços com uma insatisfação pesada.

1 comentário

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.