Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

origem

Com cheiro a Trás-os-Montes, a aguardente, a pedra fria, aos riachos e campos verdes que povoam os meus sonhos, e a saudade.

 

Tenho dentro do meu peito dois moinhos a moer, um anda, o outro desanda, e assim é o bem-querer.

Tenho dentro do meu peito um alambique de aguardente p'ra destilar as saudades, ai as saudades, quando de ti estou ausente.