Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

origem

Feliz aniversário, doce S. 

Quero ser só, 
Quero ter só algo mais, 
Que eu nada sou sem companhia. 
Diz-me quem eu sou como se o não fosse. 
A rua quebra-me a força negativa. 

 

Sorrir, 
Não é pêra doce! 
Diz-me quem eu sou como se o não fosse. 
Matei o monstro da monagamia, 
e a minha vida parou na letra S. 
A minha mão não quer, 
Que eu mate agora, 
Eu mesmo nunca sei. 
Eu posso dar, 
Posso dar mundo, 
Tal fosse um copo grande embora sem o fundo. 
Eu não entendo mas amo quem tu és, 
E que assim sendo padeço a teus pés. 
Matei o monstro da monagamia, 
e a minha vida parou na letra S.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.