Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

origem

30923847_239345896620156_2332402129194450944_n.jpg

É-me difícil escrever ou falar sobre este assunto. Não lido lá muito bem com a morte, mas tendo ideias claras sobre a soberania das decisões de cada um sobre a própria vida, lido pior com a aceitação da decisão legítima de uma morte "prematura". Porque é que é tão fácil validar a decisão em caso de doenças terminais e sofimento físico, mas tão complexa a aceitação da mesma decisão face a um sofrimento emocional, muitas vezes ligado a doenças psiquiátricas? A resposta ronda a possibilidade de recuperação, cura, melhoria, talvez, mas provavelmente radica inteiramente numa desvalorização injusta (tão injusta!) das doenças mentais e do sofrimento não palpável. 

Há dores que não se exteriorizam. Há doenças que não se vêem. Há sorrisos gloriosos em pessoas massacradas com dor, com percepções tão erradas de si próprias que lhes parece que a sua vida não vale nada. É desesperante essa dor, esse sentimento de invalidez permanente, de uma sentença perpétua de angústia insuportável. É desesperante o sentimento de impotência perante uma pessoa que nos diz que quer morrer. 

As pessoas não são, nem têm de ser, fortalezas o tempo todo. Ninguém é. Mesmo as pessoas que parecem ser, que aparentam estar sempre bem ou ter uma vida perfeita, que parecem felizes, podem estar a travar batalhas gigantes sem que ninguém se aperceba. Por favor, perguntem aos vossos amigos se estão bem; oiçam; não julguem. Se estão deprimidos e já tiveram ideias suicidas, por favor falem com alguém, com um profissional ou um amigo de confiança.

 

Linhas de ajuda e apoio ao suicídio em Portugal

Caso tenha pensamentos suicidas ou conheça alguém que revela sinais de alarme, fale com o médico assistente. Se sentir que os impulsos estão fora de controlo, ligue 112.

Outros contactos:

SOS Voz Amiga
Lisboa (atendimento das 16 às 24h)

21 354 45 45
91 280 26 69
96 352 46 60

SOS Telefone Amigo
Coimbra
239 72 10 10

SOS Estudante
Coimbra
808 200 204

Escutar - Voz de Apoio
Gaia
22 550 60 70

Telefone da Amizade
Porto
22 832 35 35

A Nossa Âncora
Sintra
219 105 750
219 105 755

Departamento de Psiquiatria de Braga
Braga
253 676 055

Brochura do INEM

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.