Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

Ventania

Na margem certa da vida, a esquerda.

origem

Seco como a recordação do dia que nunca passaste a olhar para a trovoada a meu lado. Que o que nunca foi também traz recordações. E o que podia ter sido. Por isso cravo as unhas nas recordações do que talvez venha a ser. E sorrio. E deixo o Amor apoderar-se de cada célula.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.